sexta-feira, 1 de abril de 2011

O verdadeiro significado da Páscoa


                 Na época da Páscoa é comum os professores trabalharem com as crianças os símbolos pascais, porém, vale a pena ensinar as nossas crianças que Jesus Cristo é o maior símbolo da Páscoa, porque foi capaz de dar sua vida para nos salvar do pecado, pois já estávamos condenados. Busquei um texto simples, de linguagem acessível para podermos compartilhar com os nossos alunos. 
A seguir:
                   O verdadeiro significado da Páscoa

                É uma festa instituída em lembrança da morte dos primogênitos do Egito e da libertação dos Israelitas ( Ex 12:11-27 ). "Páscoa" deriva de uma palavra hebraica que significa A passagem do anjo exterminador, sendo poupadas as habitações do povo de Israel em cuja as portas, haviam sido aspergidas o sangue do cordeiro.


              O sangue do cordeiro que protegeu o povo da morte física, era um símbolo do verdadeiro cordeiro de Deus que derramou o seu sangue para livrar os homens da morte eterna.
        
              A Páscoa era comemorada no mês da saída do Egito, no décimo-quarto dia, a tarde os Israelitas matavam o cordeiro pascal.


               Na tarde do dia seguinte iniciava-se a grande festa da Páscoa, que durava cerca de sete dias, mas somente o primeiro e o sétimo dia era, particularmente, solenes. O cordeiro morto deveria ser sem defeitos ( mácula ), macho e do primeiro ano de vida. Então eles comiam o cordeiro assado com pão asmo e uma salada de ervas amargas, não devendo ser quebrado nenhum dos seus ossos. Também não podia sobrar nada, caso sobrasse alguma coisa, teria de ser queimado.


               Todos os homens tinham que se apresentar, diante do Senhor, bem arrumados e, quem não cumprisse tal feito, era condenado a morte ( Nm 9:13 ). Quem não podia se apresentar por motivo justificado celebrava a referida festa, no segundo mês.


               No tempo de Jesus Cristo, a Páscoa era comemorada em Jerusalém. Nessa época Jesus também comemorou a Páscoa com os seus discípulos ( Mt 26:17 ). E, naquela ocasião, quando celebrou a Santa Ceia, explicou o verdadeiro significado daquele ato. E, após a Ceia, mas na mesma noite, Jesus foi preso sendo condenado à morte ( e morte de cruz ) na mesma semana.


                Podemos entender, então, que Jesus Cristo, morreu na Páscoa como um cordeiro em sacrifício vivo, pelos meus, pelos seus, pelos nossos pecados.


               Desde então não precisamos mais sacrificar animais, porque Jesus já pagou o preço.

FONTE: Site Adoradores.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Passou por aqui, comente e deixe sugestões para novas postagens. Um Blog cresce quando todos participam porque ...ninguém faz melhor do que todos nós juntos!!! Um abraço!
Professora Deoclides Carvalho